Notícias

Comemoração do Dia da Floresta Autóctone

Terça, 22 de Novembro

Ao longo dos últimos 10 anos, a Câmara Municipal de Estarreja celebra, de forma ininterrupta, o Dia da Floresta Autóctone mostrando a importância da preservação da nossa floresta. Ao longo de todo o dia, serão plantados salgueiros e freixos.

Entre as 9h30 e as 15h00, no Centro de Interpretação Ambiental de Salreu, a autarquia preparou para os alunos do pré esolar e 1º ciclo das Escolas do Município de Estarreja, atividades como a plantação de espécies autóctones, jogos diversos e passeio no veículo elétrico do BioRia, tendo como cenário a zona privilegiada do Baixo Vouga Lagunar. Será ainda inaugurada, no Centro de Interpretação Ambiental de Salreu, a exposição de fotografia de Maria Pinto "BioRia, Sentir a Natureza".

No âmbito desta comemoração, será distribuído nas escolas do 1º ciclo o cartão de cidadão da espécie Medronheiro (Arbutus unedo) em formato de marcador de livro para que os professores possam explorar o tema com os alunos. A entrega deste marcador insere-se no projeto “O Ouriço”, que todos os anos escolhe uma espécie autóctone para a dar a conhecer aos mais novos. Cada aluno terá ainda a possibilidade de transplantar para o seu vaso, que personalizou previamente, um medronheiro, levando-o consigo para melhor cuidar dele. Esta é uma atividade que conta com a presença do Prof. Dr. Carlos Fonseca, Presidente da Cooperativa de Medronho de Proença a Nova, que falará sobre esta árvore e os seus usos.

Com a plantação destas árvores, o Município dá desta forma o seu contributo para a 7ª edição da iniciativa “Vamos! Plantar Portugal – Reflorestação Nacional ”, à qual aderiu, tratando-se de um movimento nacional de cidadania ativa, que pretende unir a sociedade em torno do desígnio de tornar Portugal um país mais sustentável, através da valorização das Florestas, Agricultura e Meio Ambiente.

:: O que é a Floresta Autóctone?

É uma área de árvores originárias do próprio território onde habitam. Estas espécies estão mais adaptadas às condições de clima e solo do nosso território e, como tal, são mais resistentes às doenças, pragas e condições adversas como chuvas intensas, secas e fogos, comparativamente com as espécies exóticas como as acácias ou o eucalipto, originário da Austrália.

Em Portugal temos espécies autóctones como por exemplo o Medronheiro, o Zambujeiro (ou oliveira brava), os Carvalhos, a Azinheira, o Pinheiro-manso, o Amieiro, o Freixo, o Castanheiro, o Azevinho ou os Salgueiros.

O Dia da Floresta Autóctone foi estabelecido para divulgar a importância ambiental e económica da conservação das florestas naturais e a necessidade de as salvaguardar da destruição.

Comemoração do Dia da Floresta Autóctone Comemoração do Dia da Floresta Autóctone